Como escolher um nicho de mercado de forma certa

business-idea-680788_1280Se um dos pontos essenciais para o sucesso no empreendedorismo digital é a escolha do nicho de forma correta, então surge a seguinte pergunta: a de como escolher um nicho certo? Existem duas possibilidades, a escolha técnica, através de um seguimento de mercado que envolva muitas pessoas, e a outra é aquela que lhe dá para prazer. Ou seja, um trabalho em que trabalho e lazer estaria intrincado.

Quanto a qual dos dois métodos seria o melhor, não existe consenso entre os especialistas em empreendedorismo digital. Uns defendem que não adianta escolher como coração e depois não ter um retorno financeiro, já outros alegam que ao apostar apenas num nicho rentável e não se levar em consideração a realização profissional é um grande erro, e tal investimento tem grandes chances de fracassar.

Os dois pontos que pesam na escolha do nicho de mercado

No tocante ao meu posicionamento, acredito que a escolha do nicho de mercado esteja no ponto de equilíbrio ente os dois modelos, porém, com um peso acentuado na realização profissional, ou seja, trabalhar naquilo que de certa forma te dá uma certa satisfação.

Os motivos que me levam a optar por tal modelo é o de que o mercado de trabalho atualmente apresenta uma competição muito acirrada. Assim, ocupar determinado nicho de mercado requer muito trabalho, dedicação e amor por aquilo que faz.

Da criação de um projeto até a sua consolidação se anda um caminho muito longo e sinuoso. Ele é marcado por erros, acertos e muitas vezes mais erros do que acerto, até que ele se solidifique. Desta forma, resistir a tudo isto somente para quem ama o que faz e tem um objetivo muito focado.

Pelo que tenho lido ouvido em conversas com investidores (inclusive no meio físico) m os que triunfaram realizaram verdadeiras proezas na vida. Muitos abriram mão de muita coisa na vida. Tiveram jornadas de trabalho que iam das 7h até às 23h, os sete dias da semana, sem direito a feriado.

Mas, porque eles resistiram a tanto? A explicação está em ter um foco e estarem fazendo algo que lhe motiva. Caso contrário, não resistiriam a tanto.

Sim, também não sou tão ingênuo a ponto de imaginar que somente alimentar um desejo inatingível, perseguir um objetivo cego seja uma ideia racional. Assim, a saída é escolher aquilo que você gosta, mas também que tenha possibilidades financeiras.

Mas, então, como chegar a esta resposta? Aconselho, primeiro, responder a estas três perguntas: o que amo e faço bem e se existe alguém interessado naquilo que produzo. Aliado a estas reflexões, acrescentaria, será que o que o seu produto é tão bom a ponto de alguém tecer algum comentário positivo?

Se estas perguntas forem afirmativas, acredito que seja, qual for o seu nicho, ele tem grandes chances de êxito. Também, em alguns casos, principalmente em nichos de pouca popularidade, o empreendedor tem de criar estratégias. Ou seja, ser um empreendedor criativo. Lembrando que os primeiros passos são complicados e difíceis.

Gosto sempre de citar casos reais. Mostro o que tenho visto andando pela rua e será um bom exercício para você realizar também. Vejo que existem muita gente “pisando” no mesmo rastro, sem dá passos adiante porque lhes faltam orientações. Ou seja, conhecimento, estudo e pesquisa e criação de estratégias. Ser criativo. Abaixo, dois exemplos. O primeiro fracassado e o outro tem tudo para chegar ao sucesso.

Conheço uma pessoa que ama trabalhar com artesanato. Seus trabalhos são bons, e seu forte é a pintura em tecidos. Sem recurso financeiro, tudo que ganha não dá nem mesmo para o seu sustento. Mas, vejo nesta pessoa um potencial incrível. Ela não obtém sucesso porque comete um erro, não encontra clientes.

Criado estratégias para atingir o foco

Conversando com ela, a orientei a tirar um pedacinho do dia. Das 16 às 19h e montar uma banquinha de demonstração de seus produtos. Acrescido a isto, seria muito interessante que ela procurasse, neste instante, realizar suas pinturas ao ar livre. Disse que as pessoas adoram ver o artista em ação. Isto não é nenhuma novidade em vista de que muitos artistas já fazem isto.

Além desta estratégia, ela poderia começar a ministrar cursos, em clubes de mães, associações comunitárias, e óbvio a ocupação da mídia online: blogger, Facebook e You Tube. Mas, infelizmente, esta pessoa nunca tentou botar em prática meus conselhos, e assim continua pisando no mesmo lugar.

Agora, no mesmo bairro desta artesã, existe outra que já vive exclusivamente de suas pinturas. Ela se fixou num ponto estratégico onde tem uma boa passagem de gente. Debaixo de árvore, expõe seus produtos, enquanto está produzindo outros. Para aumentar a renda, tem ao lado um carrinho de balas, sucos e pastéis. Claro, para ela crescer, só falta entrar para o mundo online e se qualificar ainda mais.

Alana Santos, um exemplo de escolha de nicho de forma correta

Agora, um exemplo de sucesso absoluto é Alana Santos. Uma adolescente de Batatais, interior de São Paulo. Apaixonada por costura, ela começou com um conjunto de máquinas antiquíssima. Daquelas que iriam mesmo para o lixo.

Sem salário, mesmo assim, ela começou costurando para vizinhas de sua rua. Além da costura Alana criou um blog, e começou a editar vídeos e postar no You Tube de seus produtos. Um ano depois de seus primeiros passos, Alana já ultrapassou os 50 mil seguidores. O sucesso desta menina é tanto que chegou a ser convidada para participar de uma feira em São Paulo. A presença de Alana atraiu gente de todos os Estados brasileiros.

Agora, observe que o sucesso desta costureira está diretamente ligado ao que a pessoa faz com amor e dedicação. O seu canal tem centenas de vídeos, logo ela não trabalhou pouco. Mesmo o mundo da costura sendo um nicho popular, o fato é que existem inúmeros feras na costura. Alana Santos passaria despercebida, se não fosse  a sua estratégia criativa também.

Ou seja, o sucesso de Alana Santos não se deu exclusivamente porque seu nicho é popular. Mas, porque seu exemplo é uma receita infalível: amor, dedicação e estratégias. Afinal de contas, existem milhares de costureiras no Brasil que mesmo tendo mais de duas décadas de profissão, não conseguem nem ganhar o suficiente para a sua sobrevivência.

Gostou? Compartilhe!

wlisses

Jornalista, professor e empreendedor digital. Adoro pesquisar e compartilhar aquilo que aprendi. Assim, tanto aprendo, como estarei sempre ajudando a outras pessoas para que consigam também realizar os seus sonhos.

Website: http://wlissesguerra.com.br